PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

ESPAÇO PARA DISCUTIRMOS OS ASSUNTOS GERAIS DO BRASIL E DO MUNDO!

PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

Mensagempor Homer® » Seg Out 11, 2004 11:25 am

Penso como o Casca, e colocaria mais um caso para se aplicar a pena. SEQUESTRO.
Springfield precisa de agitação !
Homer®
 
Mensagens: 17
Registrado em: Sáb Mar 20, 2004 10:16 am

PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

Mensagempor bambambam » Seg Out 11, 2004 8:37 pm

Ótimo tópico e tema bastante complexo !!



E é tão complexo q criei 2 tópicos para se correlacionar com esse...



São eles:















Tópico Fixado RESOLVENDO A QUESTÃO DA SEGURANÇA - RJ bambambam















Tópico Fixado RESOLVENDO A QUESTÃO DA SEGURANÇA_BRASIL bambambam



Da minha parte só opinarei sobre 'Pena de Morte' após discutirmos esses outros temas, q estranhamente a Sociedade e a Imprensa (a banda podre) ignoram...



Discutamos esses temas polêmicos e apaixonantes à exaustão...



[]'s

bambambam
 
Mensagens: 134
Registrado em: Qua Abr 24, 2002 5:42 pm

PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

Mensagempor Baron Harkonnen » Sex Out 29, 2004 3:54 pm

Duas coisas me vem a mente:


1) A pena de morte já existe no Brasil faz muito, muito tempo - só não é oficial. Não enxerga quem não quer.


2) Cogitar em pena de morte como instrumento de controle nas mãos de um judiciário moribundo é erro grave....


Aconselho a leitura abaixo....


[Damiens fora condenado, a 2 de março de 1757], a pedir perdão publicamente diante da porta principal da Igreja de Paris [aonde devia ser] levado e acompanhado numa carroça, nu, de camisola, carregando uma tocha de cera acesa de duas libras; [em seguida], na dita carroça, na praça de Grêve, e sobre um patíbulo que aí será erguido, atenazado nos mamilos, braços, coxas e barrigas das pernas, sua mão direita segurando a faca com que cometeu o dito parricídio, queimada com fogo de enxofre, e às partes em que será atenazado se aplicarão chumbo derretido, óleo fervente, piche em fogo, cera e enxofre derretidos conjuntamente, e a seguir seu corpo será puxado e desmembrado por quatro cavalos e seus membros e corpo consumidos ao fogo, reduzidos a cinzas, e suas cinzas lançadas ao vento.


Finalmente foi esquartejado [relata a Gazette d’Amsterdam]. Essa última operação foi muito longa, porque os cavalos utilizados não estavam afeitos à tração; de modo que, em vez de quatro, foi preciso colocar seis; e como isso não bastasse, foi necessário, para desmembrar as coxas do infeliz, cortar-lhe os nervos e retalhar-lhe as juntas...


Afirma-se que, embora ele sempre tivesse sido um grande praguejador, nenhuma blasfêmia lhe escapou dos lábios; apenas as dores excessivas faziam-no dar gritos horríveis, e muitas vezes repetia:


"Meu Deus, tende piedade de mim; Jesus, socorrei-me". Os espectadores ficaram todos edificados com a solicitude do cura de Saint-Paul que, a despeito de sua idade avançada, não perdia nenhum momento para consolar o paciente.


[O comissário de polícia Bouton relata]: Acendeu-se o enxofre, mas o fogo era tão fraco que a pele das costas da mão mal e mal sofreu. Depois, um executor, de mangas arregaçadas acima dos cotovelos, tomou umas tenazes de aço preparadas ad hoc, medindo cerca de um pé e meio de comprimento, atenazou-lhe primeiro a barriga da perna direita, depois a coxa, daí passando às duas partes da barriga do braço direito; em seguida os mamilos. Este executor, ainda que forte e robusto, teve grande dificuldade em arrancar os pedaços de carne que tirava em suas tenazes duas ou três vezes do mesmo lado ao torcer, e o que ele arrancava formava em cada parte uma chaga do tamanho de um escudo de seis libras.


Depois desses suplícios, Damiens, que gritava muito sem contudo blasfemar, levantava a cabeça e se olhava; o mesmo carrasco tirou com uma colher de ferro do caldeirão daquela droga fervente e derramou-a fartamente sobre cada ferida. Em seguida, com cordas menores se ataram as cordas destinadas a atrelar os cavalos, sendo estes atrelados a seguir a cada membro ao longo das coxas, das pernas e dos braços.


O senhor Le Breton, escrivão, aproximou-se diversas vezes do paciente para lhe perguntar se tinha algo a dizer. Disse que não; nem é preciso dizer que ele gritava, com cada tortura, da forma como costumamos ver representados os condenados: "Perdão, meu Deus! Perdão, Senhor". Apesar de todos esses sofrimentos referidos acima, ele levantava de vez em quando a cabeça e se olhava com destemor. As cordas tão apertadas pelos homens que puxavam as extremidades faziam-no sofrer dores inexprimíveis. O senhor Le Breton aproximou-se outra vez dele e perguntou-lhe se não queria dizer nada; disse que não. Achegaram-se vários confessores e lhe falaram demoradamente; beijava conformado o crucifixo que lhe apresentavam; estendia os lábios e dizia sempre: "Perdão, Senhor".


Os cavalos deram uma arrancada, puxando cada qual um membro em linha reta, cada cavalo segurado por um carrasco. Um quarto de hora mais tarde, a mesma cerimônia, e enfim, após várias tentativas, foi necessário fazer os cavalos puxar da seguinte forma: os do braço direito à cabeça, os das coxas voltando para o lado dos braços, fazendo-lhe romper os braços nas juntas. Esses arrancos foram repetidos várias vezes, sem resultado. Ele levantava a cabeça e se olhava. Foi necessário colocar dois cavalos, diante dos atrelados às coxas, totalizando seis cavalos. Mas sem resultado algum.


Enfim o carrasco Samson foi dizer ao senhor Le Breton que não havia meio nem esperança de se conseguir e lhe disse que perguntasse às autoridades se desejavam que ele fosse cortado em pedaços. O senhor Le Breton, de volta da cidade, deu ordem que se fizessem novos esforços, o que foi feito; mas os cavalos empacaram e um dos atrelados às coxas caiu na laje. Tendo voltado os confessores, falaram-lhe outra vez. Dizia-lhes ele (ouvi-o falar): "Beijem-me, reverendos". O senhor cura de Saint-Paul não teve coragem, mas o de Marsilly passou por baixo da corda do braço esquerdo e beijou-o na testa. Os carrascos se reuniram, e Damiens dizia-lhes que não blasfemassem, que cumprissem seu ofício, pois não lhes queria mal por isso; rogava-lhes que orassem a Deus por ele e recomendava ao cura de Saint-Paul que rezasse por ele na primeira missa.


Depois de duas ou três tentativas, o carrasco Samson e o que lhe havia atenazado tiraram cada qual do bolso uma faca e lhe cortaram as coxas na junção com o tronco do corpo; os quatro cavalos, colocando toda força, levaram-lhe as duas coxas de arrasto, isto é: a do lado direito por primeiro, e depois a outra; a seguir fizeram o mesmo com os braços, com as espáduas e axilas e as quatro partes; foi preciso cortar as carnes até quase aos ossos; os cavalos, puxando com toda força, arrebataram-lhe o braço direito primeiro e depois o outro.


Uma vez retiradas essas quatro partes, desceram os confessores para lhe falar; mas o carrasco informou-lhes que ele estava morto, embora, na verdade, eu visse que o homem se agitava, mexendo o maxilar inferior como se falasse. Um dos carrascos chegou mesmo a dizer pouco depois que, assim que eles levantaram o tronco para o lançar na fogueira, ele ainda estava vivo. Os quatro membros, uma vez soltos das cordas dos cavalos, foram lançados numa fogueira preparada no local sito em linha reta do patíbulo, depois o tronco e o resto foram cobertos de achas e gravetos de lenha, e se pôs fogo à palha ajuntada a essa lenha.


Em cumprimento da sentença, tudo foi reduzido a cinzas. O último pedaço encontrado nas brasas só acabou de se consumir às dez e meia da noite. Os pedaços de carne e o tronco permaneceram cerca de quatro horas ardendo. Os oficiais, entre os quais me encontrava eu e meu filho, com alguns arqueiros formados em destacamento, permanecemos no local até mais ou menos onze horas.


Fonte: FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 23ª ed. Trad. por Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 9-10.
Knowledge speaks, but wisdom listens.


Jimi Hendrix
Baron Harkonnen
 
Mensagens: 16
Registrado em: Qui Abr 29, 2004 5:36 pm

PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

Mensagempor Andre » Ter Dez 12, 2006 3:07 pm

Você é contra a pena de morte? Qual a punição para uma barbarie dessas?



MORRE CRIANÇA QUE ESTAVA NO CARRO QUEIMADO EM LATROCÍNIO



Ladrões queimaram quatro reféns vivos no interior de SP.
Sobrevivente reconheceu suspeito, que já está preso.











< src="http://gmc.globo.com/Java/gmc/cda/p//gmc_.js">



<>

var midiaEmbed = {

midiaId: 600339,

sessaoId: 5597,

autoStart: false

};

var embed = new GMCEmbed(midiaEmbed);

embed.print();







Morreu nesta terça-feira (12) às 10h20 o menino Vinícius Faria de Oliveira, de cinco anos, que estava no carro incendiado por assaltantes em Bragança Paulista, a 83 km de São Paulo. Vinícius teve 90% do corpo queimado e estava internado no Hospital Universitário São Francisco. Os pais da criança, Eliana Faria da Silva e o marido, Leandro Donizete de Oliveira, morreram carbonizados.





A mulher que sobreviveu ao latrocínio, reconheceu, por foto, um dos suspeitos do crime. Um dos suspeitos, um homem de 36 anos, foi preso nesta terça-feira. Ele já cumpriu pena de 8 anos e 10 meses por latrocínio em Franco da Rocha, na Grande São Paulo.



A vítima, Luciana Michele Dorta, está internada no Hospital Universitário São Francisco com queimaduras de segundo grau em 80% do corpo. Um segundo suspeito de participação no crime ainda é procurado.



Crime
Segundo a polícia, dois assaltantes entraram na casa de Eliana Faria da Silva, gerente de uma loja de tecidos, e fizeram ela, o filho e o marido reféns na madrugada passada. Eles obrigaram Eliana a ir até a casa de Luciana, funcionária da empresa, que guardava as chaves do cofre da loja.



Os criminosos roubaram cerca de R$ 20 mil do cofre. Depois, levaram Eliana, o marido, o filho e Luciana para a estrada que liga Bragança Paulista a Atibaia. Eles amarraram os quatro dentro do carro e, em seguida, incendiaram o veículo. Luciana conseguiu sair do carro e chegou a se fingir de morta quando os bandidos voltaram ao local. Ela também conseguiu retirar a criança do veículo.



Uma das hipóteses apresentadas pela polícia é que o crime tenha sido premeditado por pessoas conhecidas da vítima. Um carro utilizado pelos assaltantes é uma das pistas consideradas para basear essa hipótese.








Saiba mais














< =text/>











Busque por:
< =:txtBusca(); id=txtBusca maxLength=250>OK




Pena de morte é pouco. Põe os mostros dentro de um carro e faz o mesmo!
Andre
 
Mensagens: 15
Registrado em: Ter Mai 07, 2002 9:53 am

PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

Mensagempor zé bentinho » Qua Dez 13, 2006 11:14 am

Amigos, existem criminosos que não possuem cura, não há remédio capaz de estirpar este mau. As cadeias, hoje uma verdadeira escola e faculdade de crime, estão falidas. O sistema penal e carcerário entrou em um colapso em que a corrupção impera, deixando as margens os novatos que lá ingressam. Um País como o nosso que o Primeiro Escalão está impune a tudo e a todos, dando o maior exemplo negativo ao seu próprio povinho, o que se esperar. A pena de morte, apesar de eu concordar com a sua existência, em nosso Brasil não funcionaria, pois os pesos e medidas sempre dependeriam do terrível binômio PISTOLÃO/CORRUPÇÃO. E não adianta achar que o barbarismo praticado por esta escória sem cura, iria terminar em uma cadeira elétrica (hoje em desuso) ou com ima injeção letal. Só pagariam aqueles, animais que só cumpriram ordem, como soldados do crime. Os verdadeiros mandantes, estariam como sempre impunes aos seus atos. Aqui neste Brazzzzzzzzzzzil, não funciona. Abraços
VACILOU A FILA ANDOU
zé bentinho
 
Mensagens: 41
Registrado em: Qua Nov 01, 2006 6:15 pm

PENA DE MORTE - CONTRA OU A FAVOR?

Mensagempor omar » Dom Dez 17, 2006 2:23 pm

Acho a pena de morte uma pena muito branda para alguns casos, trabalho forçado pode ser muito mais eficiente. O Brasil tem alguns lugares maravilhosos para um criminoso botar a cabecinha no lugar. Eles podem conhecer a maravilhosa floresta amazonica, o deserto do Jalapão, e outros pontos turísticos que tanto necessitam de braços fortes...
"mulher barata? só em termas"


Sorria, os bons tempos estão voltando


Quem vota no big brother não deveria votar nos governantes
omar
 
Mensagens: 571
Registrado em: Sáb Nov 08, 2003 9:49 am

Anterior

Voltar para HOT FREE

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante